terça-feira, fevereiro 12, 2008

Eu... por mim própria...

Mais um desafio que as queridas Renda de Bilros do blog que conversa! e da agulheta do bog Mar de Chamas me passaram e que é complicado…escrever 6 coisas peculiares (próprias, privadas, características) a meu respeito... Não gosto de falar de mim… mas conto-vos uma história com o narcisismo quanto baste para (q.b.p.)...
A menina Papoila, nasceu no Porto, Santo Ildefonso num lindo dia de Março, em pleno século XX, de pai tripeiro de gema que muito a mimou até que, depois de lhe dar um mano, muito tragicamente morreu às mãos de famoso Professor Doutor Cirurgião da Faculdade de Medicina do Porto, e de mãe alfacinha da freguesia das Mercês… assim, nunca trocou os “v” pelos “b” e não diz Puartueee… nem carago… lol…
Esta menina a quem todos chamavam “encantadora”, cedo se apercebeu que viver é um dom da Natureza, e viver bem, é partilhar com os outros seus semelhantes em vida, seus próprios encantos, pois cada um, com os seus… Daí acreditar sempre, e acima de todas as coisas, na fraternidade Universal e Cósmica, a que uns outros, que muito admira chamam Deus... Porque sempre se encantou com Camelot, acredita em fadas, anjos e duendes, e teima em encontrar-se a si mesma, para mais e mais poder partilhar a bênção de estar viva, na constante procura do Graal de cada um. Nasceu e cresceu dando-se e doando-se em tudo quanto faz ou quer fazer… e que histórias ouviu, viveu, e voltou a ouvir de seus bens aventurados avós, o Vôvô Eduardo, velho republicano, bem conhecido pela sua consciência, em que ardia como chama sagrada o culto da amizade, a paixão pela justiça e a permanente cordialidade que lhe ria nos olhos; e outro, o Vôvô Luìs, muito mais aventureiro, republicano anarco - sindicalista, de porte de nobreza, marialva com galhardia, misto de Spartacus, Robin Wood, ou Sir Arthur… Seus, avós , seus primeiros e incondicionais amigos, sempre em rota de colisão de carinhos, mimos e goluseimas, que lhe alimentavam os sonhos, e lhe consolidaram esse encanto natural da dádiva permanente a tudo que vivia…Quanta pergunta…!. E sempre, com paciência respondida…e a menina pergunta, e pergunta e pergunta… “- E um fóssil é um mineral Vôvô?, mas se já teve vida…!…Então Vôvô, um mineral também tem vida…!?” “ - E a Terra também tem vida? Vida para além de nós??? E se morre, nós morremos?! A Natureza está sempre em mudança, não é Vôvô? Se nada se perde, nada se cria, tudo se transforma!” “ - Esta menina pensa demais para tão menina, meu Caro! Precisa brincar mais…!” “ - Concordo, mas não pensa mal, meu Caro, e diverte-se a ler…Que fazer? É a sua brincadeira favorita…e lê, e ri até às lágrimas, e lê e chora, e lava a alma…! Não pode fazer-lhe mal, em meu parecer de leigo na matéria…” E assim, a menina de seus avós se vai tornando “aprendiz de feiticeira”, na senda de Merlin… Aprendendo a aprender, com amor e por amor, com ternura franciscana… mais uma vez Camelot, Sir Arthur e seus cavaleiros, os mistérios da Vida e da Morte, e a Morte ali tão perto…! E a necessidade de sublimar todas as suas grandes perdas na constante procura de si mesma e no que nela resta dos sonhos, risos, travessuras e valores de seus tão “livre pensadores” avós… O que ficou? Ser livre, com paixão e compaixão, amar fraternalmente seu semelhante em vida, tolerar a diferença, manter-se vertical, igual a si mesma, agora e para todo o sempre… Amén!

Gostaria de o ver continuado pelos queridos amigos:

* Ana Scorpio*

* Gui*

* Manuela*

* Maluca Responsável*

* Pitanga Doce*

* Maresia-Mar*

PARA TI, UM BEIJO MEU!

BEIJOS!!!

26 comentários:

Agulheta disse...

Querida amiga. Saiste-te muito bem,tiro certeiro só nasci mais ao lado,mas gostei sei que és muito querida e só te digo isto...
Beijinho do coração Lisa

Catarina disse...

Papoilita

Descrever-nos a nos proprios nem sempre é facil , mas fe-lo de uma forma bela, em retalhos de poesia e ternura!

Bjtos

Zé Povinho disse...

Uma papoila muito interessante, que se revelou mais um pouco.
Abraço do Zé

Peter disse...

Uma menina encantadora, como encantadora foi a sua infância, na qual me revejo.

Peter Pan

rendadebilros disse...

Que surpresa mais bonita nos fizeste... com a originalidade do tratamento do "assunto" com o qual nem sempre se lida facilmente e com a tua escrita tão vivida disseste mais do que se podia esperar... Só magia... Obrigada por partilhares connosco tudo isso.
Beijos.

Pitanga disse...

Papoila, se te peço que esperes dias melhores e atenderei ao teu pedido. Pitanga ao vivo e a cores!

beijos

manuela disse...

Amiga, já cá tinha vindo ler a tua história tão querida.

Olha vou pedir desculpa por uma coisa.
A minha maiga Elisa já me tinha feito este desafio e para dizer a verdade não tenho muita vontade de o fazer outra vez.
Ando com uns problemazitos cá em casa.
Desculpa-me tá?

Faço para a próxima, mas mesmo assim vai ler o que eu escrevi sobre mim.

Beijinho

Manuela

Brancamar disse...

Papoila, com que graça te descreveste aqui, com muita inspiração mesmo, foi de génio! Nasci na freguesia pegado à tua, Bonfim e os meus filhos também são de Stº Ildefonso e o meu avô materno era muito parecido com os teus, o que ele gostava de contar as aventuras da República e de todas as lutas que se travaram no Porto...desde pequenina que o ouvi falar de Virgínia Moura e outros lutadores.Bem, mas o que gostei mesmo foi de conhecer melhor esta menina Papoila, para além da homenagem aos teus avôs, gostei muito dessa vontade de descobrir o Graal que há em cada um, é muito bonito e interessante esse teu sentimento.
Parabéns. Fica bem.
Beijinhos.

tempoparaamar disse...

Amiga Maria adorei o que escreveu sobre si, e fico a conhece-la melhor beijinhos

Papoila disse...

Que menina linda...
Adorei a foto, os fatos. Linda
As palavras confirmam aquilo que pensava de ti pelo que vais escrevendo por aqui.

Beijos
BF

António disse...

Querida Papoila!
Um auto retrato com sabor a pouco.

Beijinhos

Meg disse...

Querida Papoila, não sei o que se passa, mas há pelo menos 2 dias não consigo entrar nos comentários.
Hoje só consegui entrar porque cliqieo sobre o título do post na barra lateral, mas levou um tempão.
Mas cá estou para te dizer que me revejo em muitas das situações que relatas com tanto carinho. Porque as duas palavras adoçam.
Parabéns pelos prémios.
E queria também desejar-te um bom fim de semana e que espero que esteja tudo bem contigo.

Um abraço

Menina do Rio disse...

Adorei conhecer um pouco mais de ti além dos escritos! Menina curiosa, com sede de saber. E soube!
A ti querida amiga, fica o meu beijo e o meu muito obrigada por partilhares um pouco mais de ti.

Entre linhas... disse...

Linda descrição minha amiga...um verdadeiro auto retrato.
Bom fim de semana minha amiga.
Desculpa a minha ausência,mas tenho andado muito doente.
Bjs Zita

Pena disse...

Linda Amiga:
Adorei o relato da sua vida pessoal indescritível de beleza e encanto.
Uma menina doce prodigiosa. Linda.
Interessada em questionar para saber, perante o espanto de toda a família. Brilhante e talentosa. Menina adorável e terna que é. Muito!
Escreve com delícia e as suas leituras preferenciais são fascinantes, acredite?
Adorei conhecê-la um pouco. Um Ser Humano espectacular e sensível. Muito sensível.
Bj amigos de encanto e elevada estima

pena

mixtu disse...

testemunho em 1ª pessoa
os avós...
o pai do porto, a mãe das mercês..

e não diz carago nem que se aleije...

yayayya

yayya

lindo... coração de oiro doirado...

a vida

a muerte...

a vida... bem nos quer, e tu ajudas a isso...

abrazo serrano doc.

elvira carvalho disse...

Que bonita maneira de despir a alma para nós.
Um abraço e bom fim de semana

Mocho-Real disse...

Hoje passo com muito pouco tempo. Apenas o necessário para desejar bom fim-de-semana.

Um abraço.

Danibutterfly disse...

Maria...
Estava voando por ai e encontrei teu blog, adorei os posts as imagens enfim tudo!
Ofereço meu award a vc com muito carinho!
Vou adicioná-la em meus blogs amigos pra não perdê-la de vista.
Um bjo em teu coração!
Paz e Poesia pra vc!
Voltarei mais vezes com certeza...

Gui disse...

Fantástico retrato. Desenhado com aquela elegância de escrita a que já nos habituaste e com o talento que todos te reconhecemos. Foi deliciosos ler o teu retrato. Aceito o teu desafio embora o vá fazer dentro das minhas limitações. Um beijo muito grande minha querida Papoila.

Rosa Brava disse...

Maravilhosa a forma como te descreveste! Adorei conhecer-te a este pormenor...

Beijo e bom fim de semana ;))

Å®t Øf £övë disse...

Papoila,
Não seria necessário ler esta tua auto-caracterização, para saber que és um ser lindo por dentro.
Boa semana.
Bjs.

mixtu disse...

se é para ti...
é para mim...

abrazos serranos

Sophiamar disse...

Adorei...adorei...adorei...

Que belo auto-retrato!

Papoila, tens um desafio no meu blog. V� l� colabora, amiga.

Beijinhosssssss

Miudaaa disse...

Adorei. Mas Adorei mesmo.
Li. Depois Reli e voltei a Ler. Senti como se fosse a primeira vez e deixei-me levar.
Gosto de ti. Já te tinha dito?
Alma BONITA :)

Um Beijo na Alma, menina encantadora que tal como eu, gosta de Camelot.

su disse...

Concordo com muito do que li aqui...que alma bonita, delicada e ao mesmo tempo tão forte.
Foi delicioso ler-te e conhecer-te assim...

:)))