sexta-feira, fevereiro 23, 2007

Rainha da noite...

Que mistérios te dominam,
rainha da noite...
Ocultas-te atrás desse véu
que ofusca a tua beleza…
Princesa da chuva
terna menina ladina
esboçada em nuvens
de açúcar…
Reflexo prodigioso
na imensidão do oceano
prolongado no infinito...
Amante crepuscular
de amanheceres eternos...
Rainha… princesa… sonho
de marinheiros...
náufragos que se perdem
na tua luz...

BEIJO MEU PARA TI!
BEIJOS!


14 comentários:

Procurando Patricia disse...

...gostei deste teu cantinho. bj

jpg disse...

Bonito poemma, como é habitual. Sereno e profundo.

Não resisto, apesar de ser grande, a deixar-lhe aqui este poema do Vinícius de Moraes. Tem uma carga fortemente erótica, bem ao jeito do autor, mas muito interessante em minha opinião. (Se já o conhecia, as minhas desculpas.)

O POETA E A LUA
Vinícius de Moraes

Em meio a um cristal de ecos
O poeta vai pela rua
Seus olhos verdes de éter
Abrem cavernas na lua.
A lua volta de flanco
Eriçada de luxúria
O poeta, aloucado e branco
Palpa as nádegas da lua.
Entre as esfera nitentes
Tremeluzem pelos fulvos
O poeta, de olhar dormente
Entreabre o pente da lua.
Em frouxos de luz e água
Palpita a ferida crua
O poeta todo se lava
De palidez e doçura.
Ardente e desesperada
A lua vira em decúbito
A vinda lenta do espasmo
Aguça as pontas da lua.
O poeta afaga-lhe os braços
E o ventre que se menstrua
A lua se curva em arco
Num delírio de luxúria.
O gozo aumenta de súbito
Em frêmitos que perduram
A lua vira o outro quarto
E fica de frente, nua.
O orgasmo desce do espaço
Desfeito em estrelas e nuvens
Nos ventos do mar perpassa
Um salso cheiro de lua
E a lua, no êxtase, cresce
Se dilata e alteia e estua
O poeta se deixa em prece
Ante a beleza da lua.
Depois a lua adormece
E míngua e se apazigua...
O poeta desaparece
Envolto em cantos e plumas
Enquanto a noite enlouquece
No seu claustro de ciúmes.

Um bjnh.

collybry disse...

Lua essa feiticeira da noite, arrebatador linda Papoila
Bjca doce

}}cleopatra{{ disse...

Olá doce Papoila!

Um belíssimo hino a essa rainha misteriosa da noite!
Musa de poetas...
Companheira de solitários...
Cúmplice de amantes...
Amante dos romanticos...

Ainda agora acabei de a visitar... não está cheia, mas está linda na mesma!

Beijinho soprado daqui

Thor Croix disse...

muito bonito...

Catarina disse...

A face oculta da lua, quem a conhece?

Bela sem duvida, inspiradora de poetas e enamorados, inspiradora de papoilas sonhadoras
:):)!

Bjtos!

Maria Elisa disse...

Amiga Papoila.Adorei este poema, pois a Lua tem seu encanto no seu explendor os namorados fazem promessas de Amor,se imaginam paixões ocultas sonhos e esperanças, gostei amiga.
BJS maripossa blog-Maria Elisa

brisa de palavras disse...

A noite é rainha dos encantos e desencantos...a rainha dos sonhos...das desilusões.
gostei do poema!

um abraço
brisa de palavras

MalucaResponsavel disse...

Ola... um optimo fds... e prox smn... ando adoentada, n tnh tido tp pa visitar ng.. bj gd

Peter disse...

"Amante crepuscular/ de amanheceres eternos..."

Destaco sempre os versos de que mais gostei.

Boa semana para ti. Hoje está um dia lindo, com a manhã gasta a tratar de assuntos.

Um Poema disse...

Quando aquilo que dizemos é reflexo do que sentimos, chama-se poesia.
É isso que encontro aqui.
Um abraço

o alquimista disse...

Nesta noite cai do céu a magia em gotas de diamante...cada gota aprisiona um querer, um sortilégio de luz...

Doce beijo

PoesiaMGD disse...

Que linda princesa! Poema doce, o seu!
bj

Sarah disse...

eu amo a lua, hoje ela está cheia aqui e parece fazer aumentar uma melancolia que sinto forte, apertada no peito.
bjs
;-)