terça-feira, novembro 13, 2007

coisas da vida...

Na margem do rio junto à grande árvore da vida…o destino esperava-nos e juntou-nos ao passar… veio de um tempo que desconheço... a amizade desmedida de tempos longínquos floresceu como a Primavera… espreitava-nos a distancia que nos separou… apesar disso, a sinceridade nunca se ausentou e o passar do tempo nada mudou… continuamos nossa vida e para além do esperado… pessoas separadas num mesmo plano… perdidas no tempo que desafiam... pois nem tudo é imaginário... e como me disseste há dias... os laços que nos prendem sãodiferentes... intensos... intemporais!

"A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros pela vida."

(Vinicius de Moraes)


BEIJO MEU PARA TI!
BEIJOS!!

26 comentários:

cõllybry disse...

Olá Papoila linda...a distancia pode separar o sentimento jamais...

Sentimento há que é mesmo intensos e interporais...

Doce é meu beijo

Meg disse...

È, Papoila, há os que desafiam o tempo e aqueles que desfiam o tempo! Sem pressa...
E adora aquela fotografia do salgueiro chorão, árvore que me enternece.

Um abraço

Sophiamar disse...

Não tenho palavras para comentar o teu post. Precisei destas palavras há dias mas hoje ainda não é tarde. Reli o texto, parei, pensei, transportei-o para onde me fazia falta.
Há encontros na hora certa e há as pessoas certas para no-los proporcionarem. Tu foste uma delas. Obrigada , Papoila!

tibeu disse...

"apesar disso, a sinceridade nunca se ausentou e o passar do tempo nada mudou… continuamos nossa vida e para além do esperado"
Adorei esta frase.
assim como gosto sempre dos teus posts, és uma pessoa que eu admiro.
Bj e boa quarta feira bj

Pitanga disse...

Então não deixes nunca que esses laços se desprendam...passe o tempo que passar.

beijos para ti.

zé (do beco) disse...

O destino e o tempo… vá lá a gente compreendê-los.
Beijinho.

Carminda Pinho disse...

A vida é tudo isso amiga.
Encontros desencontros, recordações.
E às vezes, deixamos o tempo correr e, esquecemo-nos de a viver intensamente.

Beijinhos

Besnico di Roma disse...

.

Cadinho RoCo disse...

Os afetos são eternos e quando correspondidos tornam-se ainda mais fortalecidos pela natureza desse eterno existente neles.
Cadinho RoCo

Peter disse...

O texto é magnífico e este meu falar não é "cliché". Quando gosto digo que gosto. Quando não gosto, não digo nada para não ser indelicado.

Vinicius de Moraes marcou um período belo da minha vida, da qual vida, não tenho razão de queixa, antes pelo contrário.

elvira carvalho disse...

Emocionante o post. A deixar-me com uma lagrimita.
Um abraço

maresia_mar disse...

Olá
o texto é espectacular, a vida é mesmo assi, feita de encontros de desencontros, muitas ausências.. Bjhs

mixtu disse...

a vida é feita de desencontros que não deixam de ser encontros...

o tempo... perdidos no mesmo tempo

e o que é o tempo...

planos...

há dias (não me recordo de lhe dizer isso, yayaya, brincadeira)

abrazo europeo

e texto comprido e poesia...

Isa&Luis disse...

Olá amiga Papoilinha!

Excelente como sempre...gostei muito.

Beijos meus

Isa

Pena disse...

Terna Amiga:
Os laços de ternura e carinho, mesmo intensos e intemporais são valiosos.
Um encontro expresso e pintado com delícia e maravilha. Mesmo imaginário que fosse.
Sim! Há desencontros na vida, mas desencontros que primam por terem sido encontros muito profundos, vividos, reais, sentidos.
Esses prevalecem e não se apagam duma memória de si muito carinhosa e de encanto.
Merece-os. São só seus.
Excelente. Registei com sentimento sincero.
Beijinhos amigos de elevada estima e consideração pelo seu enorme talento e amizade pura.
Sempre a lê-la deliciado.

pena

maria elisa disse...

Amiga Papoila: Adorei o texto ele nos transporta para o real,pois os afectos farão sempre parte das relações e uma ponte para a felicidade. Pois como diz Vinicius
"A Vida é a arte do encontro"linda frase Beijo linda de amizade Lisa

Obscuridade Translúcida disse...

Os encontros são de facto uma arte...

Uma sincera expressão dos sentimentos, parabéns pela coragem de partilhar...

Texto excelente

mixtu disse...

coisas da vida... fiz anos a 13 (como o meu anterior post falava) e dao-me parabens por hoje...
yayaya

abrazo europeo

Arte de Amar disse...

Os olhos são o espelho da alma.
E se isso, verdade é,
deixe-os serem a janela,
e veja por um instante
minha alma de mulher.

Vê a borboleta
que em doces volteios
acaricia suave, seus cabelos?

São meus dedos.

Feche os olhos e sinta.
Ao som suave da brisa,
minhas carícias que
vão lhe envolvendo.

Sinta o toque na pele,
que traçando seu rosto
vai descendo mansinho
em direção ao seu peito.

São meus beijos.

Sente o roçar pela cintura,
como asas de libélula voejando?
É minha língua.
Vou adentrando.

Das vestes, já liberto,
sinta o tempo de agosto
que vai molhando seu corpo.

Estou provando seu gosto.

Segure de leve, pressionando,
minhas ancas
transformadas em rédeas,
enquanto vou cavalgando.

Fica assim...
Parado a sentir
o veludo húmido lhe envolvendo.

Você está dentro de mim.

Rápido...
Vem comigo!
Vamos chegar ao fim...

Agora abra lentamente seus olhos.
Sinta a vida transformada
em seiva que de seu corpo flui.

Não me procure.
Como a tarde dessa primavera

Eu já fui...


Beijinhos na boxexa
Bom Fim de Semana
Arte de Amar
www.intimomisterio.blogs.sapo.pt

Paula Raposo disse...

Um texto magnífico e intemporal. A frase de Vinicius complementa na maravilha a verdade que é!! Muitos beijos.

tibeu disse...

Bj bom fim de semana

Pena disse...

Simpática Amiga:
Passei apenas para lhe expressar os meus sentidos e sinceros votos de um excelente fim-de-semana com tudo de bom.
Com amizade e admiração pelo que é.
Beijinhos de estima.

pena

katrina disse...

É engraçado como às vezes a vida nos troca as voltas, como os encontros e desencontros nos marcam... tudo tem o seu tempo e nem sempre é o tempo que queremos! jinhuzzz

António disse...

Querida Papoila!
É curioso que, ao longo destes quasi três anos nos blogs, já distingo muito razoavelmente um texto ou poema escrito por uma mulher ou por um homem.
Este só podia ter sido escrito por uma mulher.

Beijinhos

Carminda Pinho disse...

Voltei para te reler e desejar bom fim de semana.
Beijinhos

Papoila disse...

Pessoas separadas num mesmo plano que por vezes parecem percorrer caminhos paralelos ...nunca se chegam a encontrar.

Beijinhos
BF