segunda-feira, março 09, 2009

fugiram as borboletas...

Escaparam do meu peito
borboletas que esvoaçam
como frágeis pétalas
de Março...

Escaparam,
como os sonhos
ao findar da noite
no nascer da alvorada.

Não me batam à porta
não me chamem
não pronunciem meu nome.

Fugiram as borboletas.
Escaparam-se!

PARA TI UM BEIJO MEU!
BEIJOS!!!

16 comentários:

O Guardião disse...

Com a graciosidade das borboletas, também assim se alinham as palavras por aqui.
Cumps

Å®t Øf £övë disse...

Papoila,
Muito bonito este poema cheio de aromas a Primavera.
Bjo.

Isamar disse...

Com a chegada da Primavera e o nascer da alvorada, as borboletas escapam-se mas , descansa, que elas voltrão ao teu encontro.

Beijinhos

Bem-hajas!

Agulheta disse...

Papoila. Adorei pois gosto muito de borboletas e as palavras ficaram aqui...no peito,sinto nelas o prazer da liberdade e dos sonhos.
Beijinho:-)

Iscte 72-77 disse...

Mas que frscura primavril!! Muito bonito...

Ana Martins disse...

Amiga Papoila,
fugiram as borboletas mas permanece o cheiro a Primavera aqui neste poema!

Beijinhos,
Ana Martins

mundo azul disse...

______________________________


Querida amiga... Borboletas vão e vem! Voltam sempre enriquecidas pelo que viram e experimentaram em outros horizontes...


Lindo poema!

Beijos de luz e carinho...

_________________________________

rendadebilros disse...

Uma ligeira tristeza... que veio com o sol??? ... a mudança do tempo, por vezes, traz a nostalgia do tempo que voa e não volta... sempre dito com a tua mestria...
Beijos.

Peter Pan disse...

Oh, Majestosa e genial Poetisa:
Que "coisa" mais linda, escreveu...
"...Não me batam à porta
não me chamem
não pronunciem meu nome.
Fugiram as borboletas.
Escaparam-se!..."

Tão enternecedor. Tão lindo. É linda...
Como a admiro...
Beijinhos de imenso respeito...
Maravilhado...

pena

OBRIGADO pela simpática visita.
Bem-Haja!

lilás disse...

Tão lindo...

Pico minha ilha disse...

Vão e vem na suavidade da liberdade.Beijinhos

Sonia Schmorantz disse...

As borboletas não fugiram, foram passear, pois quando se tem um belo jardim, sempre hão de voltar...
beijos

helia disse...

As Borboletas são lindas e o Poema também é muito lindo e foi muito bem escolhido porque nos faz sentir a proximidade da Primavera

Pluma(PrincesaVirtual) disse...

Papoilita, vou buscar uma rede de borboletas, para as apanhares de volta :)

Muito bonito...

Beijinhos

Mauro disse...

Escaparam as borboletas
e dispersaram-se no Céu.
Uma pousou na mão de uma criança,
outra ficou a namorar uma flor.
Uma delas, a mais bonita,
veio a voar um longo caminho
até que parou na minha mão
e lá pousou um beijo amigo.
Com um beijo meu a solto
e te a envio novamente
para que possa encher
também o teu dia
com a mesma alegria
com que li o teu texto.
Sempre profunda e orvalhada,
é um prazer sempre ler-te.
Um beijo, Mauro

Agulheta disse...

Papoila! Que as borboletas e a primavera,venham sempre e trangam sonhos,de amor felicidade e tudo que desejes neste dia tão especial para ti.Este gesto vai buscar,é para ti amiga,prova de um carinho e muita amizade.


http://fotos.sapo.pt/sVrzuicMJ1Drh4iPC9q1/

Beijinho (da Lisa)