quarta-feira, fevereiro 06, 2013

O Abismo


Por mais de uma vez quis baixar os braços, renunciar, simplesmente desaparecer. Mas não, nenhuma destas opções foi a escolhida e frente às dificuldades optou por lutar, por continuar, por insistir. Sem sequer importar se com o preço a pagar, jogou as suas cartas, enfrentou os fantasmas e destruiu tudo o que lhe impedisse continuar seu caminho. E conseguiu-o sem ter que quebrar suas crenças, seus princípios e valores … Não teve que ser aquilo que não era, pois apesar do risco de tudo perder preferiu ser ela a uma simples aparência… Os que mal a conhecem não sabem do que fala mas quem conhece entende perfeitamente o que quer dizer com estas palavras e sabe que nelas não há mais que a verdade de si. Houve quem se empenhasse a fazer-lhe mal, em complicar-lhe a vida, em difama-la e até em humilha-la, mas nunca recorreu às mesmas armas, usou as suas e embora para muitos não seja assim, ganhou a batalha. Ganhou respeito por si mesma, ganhou em manter-se fiel a si própria e ser a pessoa que sempre foi, ganhou a tranquilidade da mente e espírito, e o fortalecimento dos laços com os amigos e entes queridos. Volta, tranquila e cheia de emoção, porque neste tempo conheceu pessoas maravilhosas, gente que guarda num lugar especial do coração. Conseguiu aprender, conhecer e saber, mas sobretudo a superar-se. Sabe que muitos a interpretaram muito mal e que pensam de um modo muito diferente de si, mas é isso que está correto. São eles que a fazem ver e repensar se o que faz a qualquer momento está a ser bem feito, depois, o que diga respeito ao que pensam sobre si não é problema dela... Não sente odio por quem a magoou, sente um não querer, um não  importa, distante de si...Não há odio nem rancores, cada qual deve viver com a sua consciência e ela quer a sua limpa e tranquila. Não quer saber se a criticam, mas sabe distinguir a crítica do desmembramento moral. Isso, não tolera! Pessoas assim, são convidadas a afastarem-se da sua vida pois como disse Níetzsche: “Quem com monstros luta cuide de transformar-se em monstro. Se olhas por muito tempo um abismo, o abismo também olha dentro de ti."
A todos, a minha gratidão por tudo, aqui estou de novo aos passinhos, mas todos os dias um pouco mais além.

                                                                             BEIJOS

8 comentários:

Ana S. disse...

Voltasteeeeeee!
Bem-vinda!
Gostei do texto. É natural que os tropeços dados pelo caminho magoam mas ajudam-nos a ficar mais forte. A inveja, a cobiça e o rancor são as principais causas de muitos males neste mundo, por isso é importante manter-se firme e forte apesar das adversidades!
Beijinhos

Anónimo disse...

Finalmente voltou!!
É um prazer poder voltar a apreciar a sua escrita delicada, incisiva e amorosa.
Mantermo-nos fiéis a nós próprios é dignificante.

Bem Vinda!!!

Conceição B.

Agulheta disse...

Amiga adorei a tua volta a este espaço.Mas sempre devemos lutar pelas nossas convicções,assim somos mais nós.A inveja tenta tudo,mas as pedras retiramos do caminho,e continuamos mesmo sendo o mesmo feito em curvas.Adorei o que l,beijinhos para ti

elvira carvalho disse...

A vida é uma viagem por caminhos ingremes. Não importa se ca´mos, o que importa é a força para nos levantarmos e o animo para continuar a caminhada.
Um abraço e fico feliz por tê-la encontrado de novo por aqui.
O blogue esteve tanto tempo inativo.

Jorge P.G disse...

PAPOILA

Saúdo o seu regresso com uma grande salva de palmas. A sua escrita fez falta aqui na blogosfera. Tem uma marca que a distingue e é escorreita e sã.

Quanto ao texto, a vida é uma jornada que temos a cumprir e tudo o que essa jornada nos traz de bom e de mau nos vai fazendo crescer, aprendendo a conviver com a dor e obrigando a que nos reergamos de cada vez que uma partida nos faz cair.

Um abraço com amizade.

Lilá(s) disse...

Depois de tantas vezes encontrar a porta fechada, fico feliz por esta agradável surpresa!
Bem vinda
Bjs

Jorge P.G disse...

Passei por cá.
Não havendo novidades, deixo um simples abraço.

rendadebilros disse...

Então que é feito de si? Fiquei contente com a sua mensagem apesar de triste. Agora há muita dispersão (blogues, facebook, twitter) espero que não percamos o contacto. beijinhos.