quarta-feira, maio 28, 2008

Entre o sentir e o olhar...

Para lá do olhar... palavras…
profundos silêncios
o comodismo de uma lúcida solidão.
Na penumbra... o pensamento é teu ...
meu corpo reconhece a tua voz
nas estrelas revejo teus olhos
meus lábios cúmplices dos teus.
Entre o sentir e o olhar,
no abismo da ausência
as tuas mãos inquietas
despem minhas palavras...
O murmúrio das recordações
beija a tua existência velada.
Os dedos da nostalgia, hábeis guias,
estendem-se nos véus do horizonte
onde tua imagem recorta o infinito.
Deito-me comigo… adormeço-me.
Cubro-me com a nudez da tua ausência,
que abraça teu corpo ao meu.

PARA TI, UM BEIJO MEU!
BEIJOS!!!

11 comentários:

O Guardião disse...

Nostalgia, ausência, recordações, paz e ausência de lamentos.
Assim gosto.
Cumps

Sophiamar disse...

Recordar o ente amado. Sabe tão bem!

Beijinhos

António disse...

Xiiiiiiii...
De repente desataste a postar, a postar...
Que te deu, Papoila?
Que te faz ter tanta inspiração?

Beijinhos

Manuela disse...

Beijo

Manuela

maresia_mar disse...

Olá
lindo o teu post..
vim só dizer olá e deixar um beijo grande, ando tão sem tempo para os amigos que até estou mal comigo própria

Agulheta disse...

Papoila.
Gostei da poesia,que nos lembra os amores e boas recordações...as tuas!
Beijinho Lisa

Jofre Alves disse...

Quando os murmúrios despem as palavras, como dizes no poema, ficámos expostos a esta bonita e sentida prosa poética, de fina sensibilidade. Boa semana com tudo de bom.

Pena disse...

Linda Amiga:
Um espectacular poema "Entre o Sentir e o Olhar".
Palavras que "bailam" docemente no apego e no deslumbre de viver.
"Sentem-se" os olhares, os modos, a atitude. Realmente, para quê, as palavras?
Uma dissertação admirável e terna em que desvenda um sentir extraordinário de dedicação ao amor. Ao Estar. Ao entendimento.
Perfeito poema, numa pessoa Perfeita!
Escreve deliciosamente. Com Alma.
Adorei as "significações" literárias de se expressar. Aliás, como sempre!
Beijinhos amigos de estima, consideração e imenso respeito.
Sempre aadmirá-la pela sua imensa significação majestosa de encanto.

pena

o escriba disse...

Papoila

palavras belas para um belo amor!


bjs
Esperança

suruka disse...

Bom regressar ao campo.

Minha amiguinha
Pelo menos uma vez por mês vou tentar fazer-te uma visita.
Ler, relembrar e deixar um beijinho
Suruka

Å®t Øf £övë disse...

Olhares, palavras, e silêncios. Todos eles podem ser bons ou maus, dependendo da situação e do momento em que ocorrem.
Gostei do teu poema.
Bjo.