domingo, maio 18, 2008

Esboço...

Sorriso doce... olhos verdes inquietos... silêncios cúmplices... um segredo. Silêncio e mistério naufragam na tua alma de marinheiro... aventureiro que navega para lá do sol… que musas conquistam o teu coração? que flor resiste a tanto sentimento? Não tem nome… não tem morada… tem o mar e o nada como par… Fome de vida, amor e paixão... Astro brilhante nos céus imensos... não há lua que apague a tua presença… Voa alto, mostra teu ser... entre a Primavera e o Outono a chegar.

PARA TI UM BEIJO MEU!
BEIJOS!!!

17 comentários:

Anónimo disse...

Bonito poema!
Será um marinheiro com uma mulher em cada porto? ou só tem alma de navegante com o coração sempre preso a uma mulher?
Beijos

L & E disse...

Lugar lindo de papoilas, Papoila.
Parabéns.

abraço.

HumbertotheWizard disse...

No fundo Papoila, somos todos como ele, uns marinheiros que navegamos nas ondas do alto mar da vida, a manobrar e a virar, com a bússola numa mão, e o compasso na outra, a tentar encaminhar a frágil embarcação da nossa existência, pelo mar tumultuoso da contrariedade, até á enseada da tranquilidade e da certeza.

No fundo, o que é a nossa vida senão uma travessia de mares e oceanos até ao arquipêlago das ilhas da Felicidade, tentando aproveitar os ventos favoráveis, e evitar as tempestades, labutando e lutando em ardor sacrificio, para que a nossa casca de nóz não naufrague, nas rochas do infortúnio?

Muitas felicidades para ti, e grato por mais um agradável sentimento, em forma deste belissimo texto, que tanto nos cativa.

nancy moises disse...

Eii querida passando p/ espiar tdo por aqui.
Adorei seu blog...
Ofereço a vc o award natureza do lua em poemas com muito carinho, e a convido a fazer a inscrição p/ ser destaque em 200 em meu blog, clique no selo dourado na lateral. bjs e uma otima semana.

Agulheta disse...

Papoila.
Sabes sempre tive a noção que marinheiro,era isto que aqui escreves com esta paixão!
Beijinho e boa semana Lisa

elvira carvalho disse...

Bonito poema. Me encantam os textos que falam de marinheiro, tal como um dia me encantei por um marinheiro cujo olhar me enfeitiçou para o resto da vida.
Um abraço


Ah! não é o meu Sporting. Eu sou uma barreirense portista. E até tenho o link do meu F.C.do Porto nos meus links. Mas o Sporting mereceu, e quando assim é...

catarina disse...

Papoilita

nem nos parques de paris hà flores tão belas como neste campo:)

falta-lhes a poesia apaixonada!!!

Bjtos

Serenidade disse...

Bonita forma de mostrar o teu bem-querer...

Serenos sorrisos

Entre linhas... disse...

Um campo de paoilas,a serenidade em flor,tam como o poema...
Bjs Zita

Entre linhas... disse...

Um campo de paoilas,a serenidade em flor,tam como o poema...
Bjs Zita

O Profeta disse...

Um apaixonante esboço de palavras...


Doce beijo

cõllybry disse...

E...voa também pelas estrelas, linda Papoila...Teu versejar é belissimo...

Doce e terno meu beijo

o escriba disse...

Belas e doces palavras se somam por aqui.
Um blog lindo de verdade. Já o tenho visitado algumas vezes. E virei outras mais.
Se não se importa vou levá-lo para o meu espaço em
http://somadeletras.blogspot.com


cumprimentos
Esperança

João Videira Santos disse...

Apenas um esboço e um olhar marcante...

Pena disse...

Linda Amiga:
A idefinição de um desejado Ser onde afaga o seu sentir.
Lembrei-me de alguém muito admirável. Um eterno Ser Humano que fascina. Talvez, a busca da sua interioridade ignorada. Tavez, sinta um amor intenso. Profundo.
Que nunca esquecerá por não ter identificação, nem morada, nem coração visível para a deslumbrar. Misteriosamente escondido pela ternura por si. Pelo encanto seu bem merecido. Justo.
Talvez, alguém ligado por uma paixão ao mar calmo. Sossegado.
Ligado a si, doce amiga, pela admirável pessoa que é.
Olhe, magnífico.
Gostei muito de ler. Parabéns sinceros.
Beijinhos de amizade que estima e respeita imenso

pena

Sophiamar disse...

A beleza das palavras aliada a um sentir humano e poético.

Beijinhos

Anónimo disse...

Lindo...lindo...lindo*


Luigi