quinta-feira, junho 12, 2008

Já não sei...

Já não sei
se me atormenta
a tormenta
ou se me turva
o olhar
se te vejo
ou não te vejo
se tenho o que esperar
e já não espero...
Já não sei
se me atormento
ou se me atormenta
a tormenta.
BEIJO MEU PARA TI!
BEIJOS!!

16 comentários:

elisabete disse...

BELO POEMA!!

Identifiquei-me bastante!

apareça amiga!

lua prateada disse...

Bonito e...não te atormentes...
Passei desejando um lindo fim de semana e dizer-te...aquilo que afinal bem sabes amiga...

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas
ama as tuas rosas...
O resto é a sombra
de árvores alheias...
Beijinho prateado com carinho

SOL

rendadebilros disse...

Há sempre esses momentos felizes para guardar...
Bom fim de semana. Beijos.

su disse...

Penso que atormenta visto que lança palavras não ao vento mas ao coração de quem espreita à tua janela...atormenta a tormenta!!

Um beijo grande aqui da Teia, lembrando que depois da tempestade vem sempre a bonança!

P.S.: Já comecei a colocar as imagens lá na Teia e a que está lá agora é uma das tuas! ;))

Agulheta disse...

Papoila.
Mesmo na tormenta,que não tormento! se sentem as palavras de amor.
Beijinho BFS Lisa

tulipa disse...

"Há sempre uma saída
Seja na morte ou na vida
Tens de decidir
O caminho para onde ir "

A isto se resume esta Vida!!!

Metade de mim
é um sinal verde,
a outra metade é...

Bom fim de semana.
Abraços.

Jofre Alves disse...

A mesma qualidade poética, a mesma intensidade de sempre, o mesmo prazer em visitar este cantinho, onde olho e vejo coisas que me agradam. Boa semana com tudo de bom.

Pena disse...

Oh, Doce e Sensível Amiga:
A sua tormenta é própria de quem espera algo que a deliciosa e maravilhosa vida lhe pode dar.
É tão doce e sincera.
Não se atormente. Vive do lado certo. Exacto.
Possui o calor humano que se distancia e a afasta da vasta multidão vulgar.
É especial!
Os seus brilhantes Posts primam pelas mensagens. Boas. Más. Mas, inequivocamente sentidas, existentes, repletas de oportunidade e encanto que fazem pensar.
Como gosto de passar aqui, doce amiga gigante!
Beijinhos de amizade pura e sincera.
Sempre a lê-la agradavelmente e com prazer.

pena

cõllybry disse...

Às vezes a imperfeição da carte turva o olhar, mas digo que não será o Teu caso,linda Papoila que belo poetar...

Beijoca

elisabetecunha disse...

Obrigada pela visita!

Levei seu selinho,espero que goste!
BEIJO BRASILEIRO

Sophiamar disse...

Não sabes o que te atormenta mas eu sei que gosto de visitar-te e ler os teus poemas.
Beijinhos

Menina do Rio disse...

A tormenta as vezes turva o olhar...

Tem uma feliz semana

beijo

maresia_mar disse...

Olá

hoje o meu blog é bébé..
bjhs e boa semana

Sophiamar disse...

Vim reler o teu poema, deixar-te um beijinho e desejar-te uma boa semana.

Maria disse...

Papoila que lindo poema! Beijinho.

soslayo disse...

Papoila:

Sempre haverá 'tormentas' de toda a espécie mas, o maior desafio do homem é enfrentá-los com um sorriso nos lábios (por que a sabedoria defende-nos) e acreditando piamente que dias haverá melhores! Há fases que ultrapassámos bastando para isso não baixarmos os braços. Um beijinho.