segunda-feira, setembro 22, 2008

O primeiro dia de Outono...

Dia chuvoso e nublado,
instantes de nostalgia
que parecem não acabar…
Temperatura fresca… húmida…
pensamentos antigos
debatem-se… degladiam-se
não querem desaparecer…
Liberdade absoluta
busca insaciável
do amanhecer!
Momentos que parecem
não passar naquele lugar
onde habita o eco
da minha saudade…
Pensamentos novos
nascem… surgem…alegram
o caminho por conhecer…
Com a mesma saudade
que não quer terminar…
PARA TI UM BEIJO MEU!
BEIJOS!!!

19 comentários:

O Guardião disse...

As cores do Outono começam a pintar as árvores e as nuvens cinzentas começam a aparecer, mas tudo isto é preciso e não deixa de ter o seu encanto. Tudo voltará a ganhar o verde e o céu os seus tons de azul. É só uma pausa para tudo recomeçar.
Cumps

rendadebilros disse...

Pois! O Outono não quis passar despercebido...
E nós caá andamos por estes dias com uma saudade de não se sabe o quê...
Boa semana. Beijos.

António disse...

O início do Outono inspirou-te!

Beijinhos

Ana Martins disse...

Olá Papoila,
para mim o Outono é uma Estação triste, o cair das folhas, as árvores despidas, as plantas sem flores, os dias cinzentos, enfim...

Contudo neste Outono está verdadeiramente inspirada, gostei do poema, parabéns.

Beijinhos

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!


Hum... podia ser o meu dia;)


mas sem a liberdade absoluta... acho q ninguém é livre absolutamente!


beijinhosssssssss

mundo azul disse...

...saudades! Ô bichinho danado que rói o coração e deixa dolorido...


Um belo e triste poema!!!


Beijos de luz e o meu carinho...

tulipa disse...

Divulgar:
Não abastecer os veículos durante o próximo sábado é a forma de luta que a associação de defesa do consumidor Deco está a promover contra o preço dos combustíveis. O protesto ocorre depois de, nas últimas semanas, as petrolíferas terem sido acusadas de não reflectirem nos preços a descida das cotações do crude.

Com a campanha
“Preços dos Combustíveis:
assim não!
Sábado 27:
não se esqueça, não abasteça”...

MINHA QUERIDA
TAMBÉM FIZ UM POST
SOBRE A CHEGADA DO OUTONO
NOSTALGIA é o título,
palavra que também usaste...

Gilbamar de Oliveiera disse...

Oi Papoila! Estou feliz por ter descoberto este lindo blog de tua lavra. Parabéns!! É belíssimo!!
Eu ficaria honrado com tua visita a meu blog, por isso te convido. O endereço é: http://gilbamar-poesiasecronicas.blogspot.com/

Se tiveres um tempinho vem cá!

Abraços fraternos de

Gilbamar de Oliveira

Sophiamar disse...

A nostalgia do Outono veio para ficar. É sempre assim. Quer queira ou não queira mas o teu poema veio dar-lhe alguma cor.

Beijinhos

elvira carvalho disse...

Que bonito e poético é o seu Outono.
Um abraço

cosmic girl disse...

chega o outono e com ele a minha filhota!!!embora eu saiba em que dia o outono começa e não saiba o dia que a piquena vai querer nascer!lol
beijos

Brancamar disse...

Lindo o teu poema e a fotografia das folhas é de uma grande beleza! É uma estação que tem muitas cores e de contrastes muito interessantes. Eu gosto.
Beijinhos pata ti.

Agulheta disse...

Papoila. O outono sempre nos trás alguma nostalgia,mas gosto das suas cores,mais parece uma palete de um pintor,com esta poesia a pintura melhor ficou.
Beijinho

Zé Povinho disse...

Tal como a natureza se regenera também os nossos pensamentos e esperanças se podem renovar. A Primavera surgirá a seu tempo...
Abraço do Zé

As Sombras de Fim do Dia disse...

Alguém vai-me bater, mas eu gosto mesmo é do Outono.... e dos textos da Maria P.

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava !

Tens desafio/prémio no meu blog!

beijinhosssssss

aflordapele disse...

Pois por mim, seja o Outono mt bem vindo...
Adoro a musica!

Peter disse...

Estes dias suaves do princípio de Outono convidam a sonhar.
Uns versos sonhadores,com a suavidade da voz de Elba Ramalho.
Fiquei mais um bocadinho para a ouvir até ao fim...

Isis disse...

Saudações!
Venha o outono com nostalgia, frio e vento :p