segunda-feira, maio 22, 2006

Momento de paz...


Paro neste momento
vazio de expressão
e comigo, para o tempo
solidário das minhas mãos.
É uma pausa na sombra
uma pausa no tempo,
na rotina de cada dia...
Paramos
de quando em quando
para lembrarmos
quem somos...
Paremos em cada dia
e voltemos
os nossos olhos
para os olhos dos outros…
Não é preciso motivo,
basta parar,
para acordarmos
desta apatia
que no fundo,
não é nossa!
Saber que é possível
transformar a luz em nuvem,
que a Terra gira em torno do Sol,
e olhar…
Olhar sempre até sentir
que o tempo
ficou momento em nós.
É absolutamente preciso
ficar frente a tudo isto
quando arde o fogo
e a combustão,
no silêncio
da paz do coração,
onde moram
palavras por dizer.
BEIJO MEU

4 comentários:

MEDUSA disse...

Querida Papoila, o teu poema é fantástico!!
"É absolutamente preciso
ficar frente a tudo isto
quando arde o fogo
e a combustão,
no silêncio
da paz do coração,
onde moram
palavras por dizer."

Mais palavras para quê?...

Beijinho da Medusa

Isa&Luis disse...

Olá papoila linda,

Adorei o teu poema, repleto de sentimentos e emoções.

Tive nestes minutos, um momento de paz.

jinhos fofos

Isa

ciloca disse...

Paremos em cada dia
e voltemos
os nossos olhos
para os olhos dos outros…

gostei muito do poema e de todo oseu conteudo, sublinhando os versos acima.A musica é linda e acompanhou-me desde a infancia.
beijinhos e obrigado por mais um belo momento.

Ana Maria disse...

e um jinho meu.