quarta-feira, setembro 12, 2007

Sentimentos de um rectângulo

Um mundo diferente
outro… vamos supor
as fotografias são rectângulos
que sentem… e os homens
espelhos de expressão.
O real é mera matriz
para a motriz vontade
de inventar o que existe…
Vou querer pensar
que há um caminho para o verde
e que é o verde que indica a saída…
Vou querer saber
como se rema num coração
que nunca afunda
que resiste à tempestade…
Vou querer estar
nem que só um momento
num mundo miúdo
que é só de papoilas…
Vou querer continuar
a ver a árvore que floresce
e não o muro que me engana
e na volta
a força que empurra a vida
mais motriz que a vontade
porque é dentro…

Nota: Por motivos profissionais no mês de Setembro só durante o fim de semana poderei visitar os blogs dos meus queridos amigos. Espero que me desculpem e tudo farei para os compensar. Grata pela vossa presença.

BEIJO MEU PARA TI!
BEIJOS!!


35 comentários:

O Profeta disse...

Na quietude da manhã
Vi nascer um novo dia
Quebra-se o encanto da noite
Tenho o silêncio por companhia…

Neste mundo de sons
Cobrindo tudo com seu manto
Reina a loucura, a palavra
Plantada em boca de espanto


Boa semana


doce beijo

Mãe e filho disse...

Belas palavras que aqui nos transmites. Gostava d conseguir sentir sempre esse verde dentro de mim e essa linda paisagem. Mas por vezes o muro é mais alto que a árvore. Beijos

Era uma vez um Girassol disse...

Um poema de vontades, de desejos de ver o que realmente interessa e tocar a vida com a força que vem de dentro.
Num campo florido de papoilas...
Beijinhos para ti, Papoila!

Paula Raposo disse...

Gostei imenso do teu poema! Vamos pensar que a saída é o verde, sim...muitos beijos.

Sandecida disse...

ola

o verde é sempre a saida... o verde é amor incondicional, é esperança, é fé... só ele pode ser a saida... vamos segui-lo... tentado não perde-lo...

poesia maravilhosa, como sempre...

bjos sempre doces

zé (do beco) disse...

O verde é a cor da esperança, por isso vamos acreditar que o verde é a saída. Mesmo quando à nossa volta tudo começa a ficar “negro”.
Beijinho.

Sophiamar disse...

Partilhas connosco um poema lindíssimo. Li,reli e voltarei.
Gostei muito.

Beijinhos

Sophiamar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Poliedro disse...

Minha Amiga:
O que quer saber, julgo saber: É um poço de ternura e sentimentos puros.
A sua peculiar melodia brota com encanto campesino por todo este espaço com encanto.
Lindos versos!!! Estão adornados de quereres muito válidos e que emanam da sua curiosidade que pergunta, deseja saber.
É, assim, que nascem os grandes pensadores...!
Abraço de muita estima e respeito
pena

Sol da meia noite disse...

"Vou querer pensar
que há um caminho para o verde
e que é o verde que indica a saída…"

Destaco esta frase, deste belíssimo poema...

Muitos beijinhos!

Maria Elisa disse...

Querida amiga Papoila. Como gostei deste poema,que nos indica uma saída verde de esperança,por onde eu gosto de partilhar com as pessoas,que amo entre os quasi estes amigos.Beijinho linda fica bem.Lisa

Barão Van Blogh disse...

Venho agradecer a visita e, deixo estas três linhas do novo poema , que dedico a todas as mulheres , e a nós homens que as amamos .

"Em fragrância na água cristalina
Gotículas salpicam-na maravilhadas
O sensual corpo de mulher menina"

Continuação de boa semana .

Meg disse...

Vou querer continuar a ver a árvore que floresce e não o muro que me engana...
Mas, às vezes, tentamos, tentamos, e não conseguimos ou não nos deixam!
Beijinho

J.G. disse...

Fazendo a perífrase, diria que vai continuar a querer acreditar na utopia.
Eu também...

Um abraço.

Peter disse...

"a força que empurra a vida/mais motriz que a vontade/porque é dentro..."

Gostei, porque procuro viver a vida, possivelmente empurrado por essa "força"

Carminda Pinho disse...

Eu também Papoila, tudo...
Voltarei sempre aos lugares onde me sinto bem.
Como não voltar aqui? :)
Beijinhos

mixtu disse...

quereres...

querer pensar

estar

ser

ouvir

o verde

o colorido das formas...

poesia...

abrazo europeo


ps. pura originalidade no formato dos posts

beijo meu para ti, yaya

Miudaaa disse...

Tal como as tuas palavras, Tal como tu, acredito e quero continuar a acreditar, porque a força de acreditar é a vontade que tenho dentro de mim!!!

Amei este poema.
MesMooo

Um beijo em TUUU

rendadebilros disse...

Se a compensação for deste brilhantismo , esperamos com expectativa cada fim de semana. Bom trabalho.

rendadebilros disse...

Ah as vindimas no Douro...

Poliedro disse...

Querida Amiga sensata:
A letra linda da melodia encantadora seleccionada por si jorra-lhe com encanto contemplando-a e contemplando quem a visita.
Linda, popular, bem sua e nossa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Beijos respeitadores
pena

Manuela disse...

O que interessa é estar aqui connosco nem que seja ao fim de semana.
Abraço
Manuela

su disse...

Do verde a força da natureza, da pureza o encanto das palavras, do interior o desejo da escrita.

Um beijo da teia.

ciloca disse...

Papoilita, como estás? Fico feliz de te rever depois de meses sem aqui vir. Levo daqui sempre um poema, uma frase ou um estado de espirito. A foto essa fez-me trasportar até versalhes onde fui há alguns NOS, LINDOS OS JARDINS.bJS

adc disse...

O querer movimenta a vida, resolve todas as questões e levanta novas.
O querer é tudo o que é preciso para viver!

http://poemasdesarrumados.blogspot.com/2007/09/tudo-o-que-preciso-para-viver.html

Bjs da adc

António disse...

Querida Papoila!
Estás a ficar com uma poesia muito sofisticada.

Beijinhos

Å®t Øf £övë disse...

Papoila,
Muito bonitas as tuas palavras, que nos sugerem um futuro risonho e mais colorido.
Bjo.

Palavras ao vento disse...

Querida papoila,

Que nos teus verdes montados... salpicas com a tua cor rubra, pétalas feitas palavras...

Bom fim de semana

Beijinhos da

Maria

Jograis e Trovadores disse...

Esta voz que ouço cantar está ligada à poesia tradicional portuguesa.
As minhas trovas continuam.

Beijos

Miosotis disse...

Lentamente regresso.
Confesso quem senti saudades deste grande universo de amizade virtual .
E da escrita que se impunha cada vez mais.
Após uma breve leitura, porque o tempo é escasso para tantas visitas e tanto em que me actualizar, parto, não sem antes deixar votos de um feliz fim de semana .
Beijos espalhados pelo campo de miosótis.
Até breve...

wiLey_Lewis disse...

Gostei muito deste poema, está muito bem escrito, e a fotografia que o acompanha é fabulosa.
Bj

Carminda Pinho disse...

Voltei!
para reler o poema e para te desejar um bom fim de semana.
Beijinhos

oteudoceolhar disse...

Também eu queria tanto daquilo que tu queres...

multiolhares disse...

Que as papoilas brilhem sempre na tua janela
beijos

marenostrumforever disse...

As papoilas têm destas coisas: viciam-nos na qualidade intrínseca!