terça-feira, outubro 09, 2007

Nos 40 anos da morte de Che... HASTA SIEMPRE!

Ernesto Guevara Lynch de la Serna (Che Guevara) nasce em Rosario na Argentina a 14 de Junho de 1928. Entra em Medicina em 1947 por sofrer de asma desde a infância. Em1952, com o seu amigo Alberto Granados, percorre o sul da Argentina, o Chile, o Peru, a Colômbia e a Venezuela. Interessa-se por tudo, regressa a Buenos Aires e termina o curso em1953. Nesse mesmo ano inicia uma segunda viagem pela América Latina e visita a Bolívia, o Peru, o Equador, a Colômbia, o Panamá, a Costa Rica, El Salvador e a Guatemala. Conhece as minas de cobre, as povoações índias e as leprosarias, e o seu profundo humanismo aumenta, tal como as suas firmes convicções anti-imperialistas. Em 1954 parte para o México onde trabalha como fotógrafo e passa a ser apelidado de Che por usar frequentemente essa expressão ao falar com os outros. Conhece Raul Castro e dois meses depois Fidel e começam a organizar a guerrilha. Em 1956 com Fidel e mais 82 guerrilheiros parte para Cuba para assaltar a cadeia política de La Havana como médico do grupo. Nesse ataque só sobreviveriam 12 camaradas e troca a sua mala de médico pela carabina e vai para a Sierra Maestra como guerrilheiro. No dia 31 de Dezembro de 1958, cai o ditador cubano Fulgencio Batista e Che Guevara transforma-se na mão direita de Fidel Castro no novo governo de Cuba. É nomeado Ministro da Indústria e posteriormente Presidente do Banco Nacional. Fiel defensor do internacionalismo revolucionário sai de Cuba e em 1962 parte para o Congo que deixa em 1965 e vai para a Bolívia. É capturado em La Higuera a 8, e abatido a 9 de Outubro de 1967. Os seus restos mortais repousam em Santa Clara desde 1997 no seu mausoléu. A fotografia de Alberto Korda captada em Março de 1960, só é divulgada em 1967 e considera-se que representa o século XX.
Tal como a sua adolescência foi marcada pela Guerra Civil em Espanha e a II Guerra Mundial a minha foi marcada pela sua aparência selvagem, romântica, e a sua acção revolucionária utópica e heroica tragicamente interrompida. Nos dias de hoje a sua figura quase lendária é exemplo para os jovens revolucionários de todo o mundo.


No dia em que se completam 40 anos sobre a sua morte presto-lhe a minha homenagem.


Contra O Vento E As Marés

Este poema (contra o vento e as marés) levará minha assinatura.

Deixo-lhes seis sílabas sonoras,

um olhar que sempre traz (como um passarinho ferido) ternura,

Um anseio de profundas águas mornas,

Um gabinete escuro em que a única luz são esses versos meus,

um dedal muito usado para suas noites de enfado,

um retrato de nossos filhos.

A mais linda bala desta pistola que sempre me acompanha,

a memória indelével (sempre latente e profunda) das crianças

que, um dia, você e eu concebemos,

e o pedaço de vida que resta em mim.

Isso eu dou (convicto e feliz) à revolução.

Nada que nos pode unir terá força maior.



Ernesto (Che)


Excerto de Elegia das Águas Negras Para Che Guevara)

A palavra, como tu dizias, chega

húmida dos bosques: temos que semeá-la;

chega húmida da terra: temos que defendê-la;

chega com as andorinhas

que a beberam sílaba a sílaba na tua boca.














Cada palavra tua é um homem de pé;

cada palavra tua

faz do orvalho uma faca,

faz do ódio um vinho inocente

para bebermos contigo

no coração em redor do fogo.



Eugénio de Andrade






BEIJOS!!





E PARA TI UM BEIJO MEU!!!

21 comentários:

Poliedro disse...

Simpática Amiga:
Desculpe. Hoje estou um pouco cansado, mas prometo que amanhã de manhã vou dar o devido valor ao "selo" com que me presenteou. Não o esqueci. Desejo fazer-lhe a si, uma homenagem do fundo do meu coração.
Voltarei para comentar.
Desculpe.
Beijos de afecto e amizade grandes
pena
É um dos blogs mais lindos da Blogosfera, acredite? Estou a falar com muita sinceridade.

maria elisa disse...

Amiga Papoila. Belo amiga,arrepia pois o homem que lutou pela liberdade de seu povo,merece o respeito de todos,coisa que muitos não fazem,o respeito dos deveres e a luta pela igualdade.Ele para mim será sempre lembrado,como ele os poetas deste nosso País,que todos dão valor e em muitos esquecido.
Bem ajas amiga(agora para dizer que podes levar o selo da maripossa) Beijo Lisa

Meg disse...

Papoila, associo-me a ti em cada palavra desta homenagem que aqui fazes a este grande Homem.
Tudo o que pudesse dizer, está dito, e muito melhor, por ti.

Beijinhos

Taliesin disse...

Olá minha amiga
vou ser sincero só comento pq vc é minha amiga
por isso passo para te desejar um belo dia.
pois sobre o post eu reservo o direito de não comentar pois não gosto dessa pessoa e nem de sua ideologia.
beijos

Carminda Pinho disse...

Tá tudo aí, amiga.
Bela homenagem.
Beijinhos

Lapa disse...

The Arithmethic Table of the Time

Ovelha Negra ♫ disse...

Aqui, existe o orgulho de ser uma das pátiras do comandante e foi festejada a data por toda a cidade de Buenos Aires. Gostei de perceber a importância dele para estas pessoas.

Beijos ♫

serenidade disse...

Obrigada pela partilha, um ser eterno que perdura na lembrança terrena.

Serenos sorrisos

António disse...

Querida Papoila!
Um ícone das lutas de libertação, o Che.
Uma figura carismática do sec. XX.
Uma personagem controversa como não poderia deixar de ser.

Beijinhos

P@tty disse...

"Acima de tudo procurem sentir no mais profundo de vocês qualquer injustiça cometida contra qualquer pessoa em qualquer parte do mundo. É a mais bela qualidade de um Revolucionário. (Che Guevara)"

Linda homenagem...

Beijinhos
P@tty

Sol da meia noite disse...

Junto-me à tua homenagem.
Homem destemido, com uma grandeza de alma que tudo transcendeu, tudo merece!

Beijinhos!

Aldora disse...

Cheguei na hora certa, cheguei a tempo da tua linda homenagem ao Che Guevara. Eiu no meu quarto de adolescente tinha o cartaz dele
Parabéns atrazados para avó vaidosa,
E para o neto muitas felicidades, que seja um cientista que ajude a mudar o mundo para melhor.
Beijinhos
Aldora

mixtu disse...

recebi-o
ché, tenho que ler mais sobre ele, mas parece-me a pessoa certa, de causas ao ocntrário de outros

abrazo europeo :)

Mustafa Şenalp disse...

çok güzel bir site.

Peter disse...

O pior que há é a desmistificação dos "mitos".
A foto é fabulosa, foi até hoje a 2ª mais reproduzida de sempre.
Foi um mito da minha juventude.

Que permaneça o mito.

zé (do beco) disse...

Papoila, Che foi, talvez, o último revolucionário romântico.
Quem somos nós, pobres parasitas das lutas alheias, para julgar alguém que morre pela causa dos espoliados da vida?
A ignorância e o vento são do maior atrevimento.

J.G. disse...

Bonita homenagem a uma figura mítica incontornável.

Um abraço.

manuela disse...

Veja lá se é acusada de ser de extrema esquerda.
Viva o Che.
Sempre.
Beijinhos
Manuela

O Profeta disse...

Uma homenagem bonita a um herói que ainda é exemplo nos nossod dias...


Doce beijo

José Cavalheiro disse...

Boa noite Papoila.
Foi a pior desfecho para os EUA terem colaborado na morte de Ernesto Guevara, O Che, porque fizeram dele o maior idolo de todos os tempos.
Viva o Che.
Hasta siempre
Fica bem

suruka disse...

HASTA SIEMPRE !

Bjs