terça-feira, abril 01, 2008

O Amor não espera à porta, leitura de Abril

O amor não espera à porta, é um livro fresco e inteligente de uma excepcional contadora de histórias capaz de mostrar que o amor, embora seja sempre imprevisível pode estar bem perto de nós… Foi um dos livros que li com a certeza que o vamos ver adaptado no cinema, está anunciada na contracapa a sua adaptação, que receio vir a ser uma desilusão como acontece salvo raríssimas excepções. O amor não espera à porta é um daqueles livros que começamos a ler e não queremos parar. O New York Times considera-o um bestseller e o Washington Post Book World diz que se trata de “uma história tocante capaz de arrastar corações”. Li-o compulsivamente e a cada página que virava, pensava... é só mais esta... É uma história apaixonante que pode muito bem acontecer em qualquer parte do Mundo. Cornelia Brown uma amante de cinema que vive em Filadélfia onde dirige um café, sabe que a sua vida vai mudar para sempre no momento em que Martin Grace entra na sua porta. De imediato se lembra de Cary Grant. Ela própria nos diz que os seus nomes só diferem em 3 letras. Martin mais que o factor será o mensageiro da mudança, como ela própria afirma. Do outro lado da cidade, desde que sua mãe adoece a ponto de desaparecer, Clare Hobbes, uma menina de 11 anos, sobrevive por conta própria até procurar o pai. Cornelia e Clare criam uma ligação inesperada e profunda e descobrem juntas que na vida o essencial é sabermos ao certo o que amamos. Marisa de los Santos formada em literatura e escrita criativa, poetisa premiada, escreve este seu primeiro romance com uma minúcia cheia de delicadeza, capaz de trazer à luz as perdas e as alegrias da vida. Começa assim…
“A minha vida – a minha vida a valer – começou no dia em que um certo homem deu um passo para dentro dela. Era um estranho, vestido com um fato de corte impecável… e, pronto, já estou a ver como é que isto soa. A minha amiga Linny, a esta hora, já estaria a torcer o nariz e a mostrar-me a desaprovação cheia de espinhos que afinal preciso que ela me mostre, de vez em quando. Primeiro, um espinho de desprezo feminista perante a famosa ideia do homem que vem mudar a vida de uma mulher, mesmo se, vendo como tudo acabou, o tal homem acabou por ser mais o mensageiro da mudança do que a mudança propriamente dita. Outro espinho de desprezo pela minha falta de rigor ao dizer que a vida pode ter começado ao fim de trinta e um anos a vivê-la. Mais um espinho final de desaprovação pela mania que toda a gente tem de transformar os momentos da vida em momentos de um filme.
Eu faço isso mais do que devia, nisso ela tem razão, mas houve mesmo qualquer coisa de estranhamente iluminado e brusco na cena de entrada daquele homem pela porta adentro do meu café.”


O amor não espera à porta, Marisa de los Santos, tradução de Fernando Villas-Boas, Oficina do Livro – Sociedade Editorial, Lda, Lisboa Janeiro de 2008.

Boa Leitura!
BEIJO MEU PARA TI!
BEIJOS!!!

14 comentários:

Å®t Øf £övë disse...

Papoila,
Parece-me ser um livro muito interessante. Vou procurar ler. Obrigado pelas partilhas sempre interessantes e proveitosas que fazes connosco.
Bjo.

su disse...

Fiquei cativada pela forma de escrita da autora e pelo que descreveste do livro. Tenho tantos livros aqui em casa para ler mas este parece-me que vem parar também às minhas prateleiras! :))

.*.Magia.*. disse...

Levo a sugestão, mas discordo do titulo!
Ás vezes o amor espera à porta, o problema é que não sabemos qual é a porta e outras vezes acabamos por sair pela janela.
Um beijo grande para ti Crazy Papoila agradecendo as viagens que tens feito ao meu mundo mágico!!!!

Agulheta disse...

Papoila.
Deixaste a minha mente a vontade de ler este livro,pois é de amor bem ao geito do que gosto,obrigada pela partilha e informação.
Beijinho Lisa

Cöllyßry disse...

Não espera mesmo...o amor pode bem andar um pouco distante...

Mesmo no café...

Doce beijo,linda Papoila

rendadebilros disse...

Uma óptima sugestão... um livro que anuncia esperança... e isso é sempre maravilhos.
Beijos.

Zé Povinho disse...

Acabei de ler num blog que a vida é demasiado efémera para ser desperdiçada.
Não li o livro, e se calhar não terei tempo para o ler, pelo menos nos tempos mais próximos, mas a cena de entrada promete.
Abraço do Zé

manuela disse...

Olá querida amiga.
Desculpa não a visitar mas estive ausente por ums dias.

Deixo um beijinho de saudade.

Manuela

p.s.Já conheçe o meu blog de Fado?
http://manuela-extrablog.blogspot.com

Pitanga Doce disse...

A capa do livro já é um convite. Espero que seja lançado aqui.

beijos doces

Carminda Pinho disse...

Papoila,
título sugestivo, o livro deve ser bem interessante.

Beijos

Pink disse...

Há muito, mas mesmo muito tempo não venho aqui visitar a papoila...mas quero agradecer a sugestão de leitura. Pego e largo por várias vezes 3 ou 4 livros que tenho na estante...e nenhum me satisfaz.
Mas este aguçou-me a curiosidade...será q é desta? Tem de ser.
Agora prometo voltar o mais breve possivel!
Até!

O Profeta disse...

O amor às vezes não entra, não bate...não solta a palavra...


Bom fim de semana



Doce beijo

manuela disse...

¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
¶´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´¶
¶Hoje não tenho certeza´´´´¶
¶se fiz tudo o que devia...´´´´´´´¶
¶mas tenho certeza que fiz´´´´¶
¶o mais importante.´´´´´´´¶
¶´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´¶
¶´´LEMBREI-ME DE TI´´´´´´¶
¶´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´¶
¶¶¶¶¶¶´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
´´´´´¶¶´´´¶
´´´´´´¶¶´´¶
´´´´´´´´¶´¶
´´´´´´´´´¶¶

Bom fim de semana.

Manuela

maresia_mar disse...

Olá
fiquei cativada, deve ser muito interssante.. eu adoro ler... Bjhs e bom fds