domingo, outubro 05, 2008

R/ Empedernir...

R/
Esta crise está cada dia
(quem diria…)
menos digestiva.
Tome-se um pouco de areia,
beba-se água,
em quantidade certa.
Mastigue-se e misture-se bem!
Conforme o estado geral,
e a situação digestiva do momento,
aumente-se,
(gradualmente, ou não)
as doses de areia e água,
até ficarmos nós mesmos
um corpo
inteiramente mineral.
VIVA O 5 de OURUBRO!
PARA TI UM BEIJO MEU!
BEIJOS!!!

22 comentários:

Ana Martins disse...

Olá amiga papoila,
VIVA O 5 DE OUTUBRO!!!!!

Adorei este pot, fantástico, escrito com poesia mas intensamente verdadeiro...
..." Esta crise está cada vez menos digestiva...", realmente e um dia destes a congestão vais ser colectiva!

Beijinhos e bom Domingo.

Sophiamar disse...

Um poema bonito, perpassado da ironia que se sente,
no momento, em relação à vida. Um dia destes talvez só haja água, areia e pouco mais. É assim a crise!

Beijinhos

Peter Pan disse...

Deslumbrante Amiga:
Vou confessar-lhe um segredo: sou só água, nada mais. Congelada. A natural faz-me mal.
Perguntei ao médico se assim estaria bem?
Retorquiu-me: De onde tira os alimentos? Onde os conserva para não se estragarem?
Fiquei feliz. "Abracei" o Mundo e disse:
- "Viverás eternamente. Estão os órgãos todos congeladinhos para durar e durar...".
Beijinhos de apreço pelo seu encanto e beleza.
Com cordialidade enorme, perante um belíssimo Post em tempos de crise.

p.pan

fi disse...

Bom post, este *
Maior beijo **

Agulheta disse...

Olá Papoila. Realmente nada melhor estas palavras para descrever a crise!Quanto a mim é péssimo o dia a dia.Viva o 5 de Outubro.
Agradeço a visita. Beijinho boa semana

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!


Viva Viva!!

beijossssssss

Å®t Øf £övë disse...

Papoila,
Bem precisamos de ler umas palavras assim para desanuviarmos que a coisa está feia.
Bjo.

Peter disse...

Não me fales em crise! Não me fales em crise!
Olha, vou ouvir a música.

O Guardião disse...

Um receita boa para quem se empanturra com a massa que vai chover por aí dirigida aos glutões do costume.
Cump e parabéns pelo humor

elvira carvalho disse...

Gostei da ironia feita poema numa mistura de palavras bem digerida.
Um abraço e uma boa semana

Pluma(princesavirtual) disse...

ora nem mais...viva o 5 de Outubro :D


Beijos Papoilita

Mia disse...

Antes evadir-me que deixar-me empedrenir.
beijinho

irneh disse...

Olá

Adorei o poema!É isso mesmo, empedrenir para não sentir!

Beijinhos

maresia_mar disse...

Olá
hoje é um dia especial se puderes passa no meu espaço!
Bjhs

Betty Branco Martins disse...

.querida Maria




bravo!






.este poema está um





ESPECTÁCULO!!!



(assenta que nem uma luva para os tempos que corr_________________em)









beijO_______
bSemana

Zé Povinho disse...

Gente empedernida há por aí a rodos, mas também é verdade que cada vez custa mais a engolir as crises que nos afectam a (quase)todos.
Abraço do Zé

As Sombras de Fim do Dia disse...

Até eu assumo que, por vezes, esta vidinha me deixa empedernida, mas passa...

Gostei muito!!

Alquimista Real disse...

Muito bem, adorei o vosso blog. Em especial a música calma que aqui se pode desfrutar.

http://deepestsolitude.blogspot.com

Å®t Øf £övë disse...

.....oooO.............
....(....)....Oooo....
.....)../. ...(....)..
.....(_/.......)../...
.............. (_/....
... PASSEI POR .......
.......... AQUI ......
......................


Beijinhos

Cadinho RoCo disse...

De maneira ou de outra isso passará.
Cadinho RoCo

Secreta disse...

Olá! Venho agora do blog da Ana S. , estou espantada com os teus poderes :D heheheh
Tem um bom fim de semana.
Beijito.

António disse...

Magnífico!