domingo, outubro 26, 2008

Sei onde te encontro...

Entre o mito e a realidade
entre o racional e o emocional
entre o silêncio e as palavras.
Entre os sonhos e o visível
entre a soma e o resto
entre o perdão e o esquecimento
entre a ausência e a paixão…
Entre a água e o fogo
entre o céu e a terra
entre a flor e o mato
entre a montanha e o mar.
Entre o que se disse e não disse
nesse lugar encantado
está escondido o segredo
que por uma vez foi Sol.
Entre a amizade e o amor
nesse mundo mágico, procuro-te.
Sei que é aí que te encontro!
PARA TI UM BEIJO MEU!
BEIJOS!!!

18 comentários:

o escriba disse...

Papoila

Gostei muito deste poema de dicotomias do mundo e do Ser.
Sem querer abusar, copiei-o para o meu caderninho de palavras lindas!
Esta "amplidão" da Elba Ramalho emoldura fabulosamente o poema!

Tenha um bom fim de semana
bjs
Esperança

Gilbamar disse...

Amiga, seu poema é um doce presente para o coração e colírio para os olhos apreciadores da melhor poesia.

Abraços perfumados.

Ana Martins disse...

Lindo Papoila!!!

Beijinhos e um bom fim de semana

Peter Pan disse...

Linda Amiga:
Embora, me repita na mensagem que dirigi a amigos(as).
Adoro ver as estrelas lá bem no alto a cintilar para nós.
São lindas...
Beijinho cansado.

p.pan

Sophiamar disse...

Claro que vais encontrar o teu sol. Se tu própria nos trazes o sol nas tuas palavras!Procura-o que ele não está longe. Nem pode estar!

Beijinhos

Peter disse...

"Entre a amizade e o amor/
nesse mundo mágico, procuro-te./
Sei que é aí que te encontro!"

Fico-me pela amizade.

Boa semana.

O Profeta disse...

Um texto feito de terna procura...



Doce beijo

fi disse...

E porque na maioria das vezes, a vida é feita de dicotomias, e é nelas que acabamos por encontrar resposta para algumas das nossas questões.
É sempre bom saber onde encontrar quem nos diz muito.

beijinho *

Vieira Calado disse...

Muito bem escrito.
Gostei!

Bjs

Mariazita disse...

Já por aqui passei algumas vezes, sempre de passagem, à pressa.
Mas anotei o endereço para voltar.
E voltei. E gostei.
Vi com mais calma, e gostei do que vi, particularmente deste poema.
É mesmo muito bom!
Parabéns.
Beijinhos
Mariazita

Å®t Øf £övë disse...

Papoila,
É caso para dizer que quando os extremos se tocam, acaba por se encontrar a sintonia perfeita.
Bjo.

Agulheta disse...

Papoila. Grande foi a sintonia de palavras aqui escritas.
Beijinho e boa semana

Zéluis disse...

Excelente blog. Parabéns

Sininho disse...

Querida Papoila, ao som desta música lindíssima da Elba Ramalho, lhe digo que estou aqui a admirar este seu lugar encantado, um mundo mágico onde se encontra a calma, a amizade e o carinho que ilumanam o coração.
Lindíssimo poema! Parabéns!
Muitas estrelinhas cintilantes para iluminarem o resto da sua semana.
Beijinhos carinhosos e abraço meiguinho.

Secreta disse...

E uma certeza por vezes é quanto basta! :)
Beijito.

Zé Povinho disse...

Quem procura, sempre encontra, basta deixar-se guiar pela luz e pelo calor que se sente bem cá dentro
Abraço do Zé

Agulheta disse...

Papoila. Boa continuação com amizade e carinho. Bom fim semana.
Beijinho

Maria disse...

Amiga Papoila lindissimo poema!Um lindo quadro também! Beijo grande.