quinta-feira, maio 07, 2009

passear pela rua...

Passear pela rua é mais que uma simples recordação que se fixa na retina…é conquistar o Sol com o olhar de uma menina… é sorrir com a silhueta de dois velhos que se beijam dando as mãos… recordar o olhar de um estranho que nos sorriu na esquina…É observar do outro lado da rua numa montra os manequins a dançar um tango argentino enquanto se passa a noite a beber um copo….é mais que um simples momento… É tomar um café numa esplanada banhada de Sol e agarrar o sorriso de um menino para o colocar numa estrela como sinal… É tirar os sapatos e pôr-se a correr como uma louca na relva do parque… tocar no pêlo de um cão e enternecer-se com o seu olhar… cruzar aquela esquina e recordar o primeiro beijo que nos fez voar… Passear pela rua é mais que a criação de um poema para recordar… é imaginar e sentir como um motivo que faz chorar de emoção… É uma bênção quando se olha as flores que nos ensinam a perdoar… é dizer – obrigada -aos amigos que o são de verdade… é cantar a canção que conta como o Sol se volta a enamorar quando o dia amanhece e a Lua se despede no horizonte… Passear pela rua é simplesmente beber do silêncio a eternidade…
BEIJO MEU PARA TI!
BEIJOS!!!

16 comentários:

lilás disse...

Passear na rua é tudo isso...bem dito, e nessa rua fechada ao transito é mesmo convidativo!

Iscte 72-77 disse...

Andar na rua é tudo isso que tão bem dizes. É, como frisas, uma benção.
Adoro passear na rua... comigo .... ter o tempo para analisar o detalhe e não estar dependente do tempo alheio. E tirar mil fotos....
Muito obg pelas visitas e pala vras que deixas no meu blog...

poetaeusou . . . disse...

*
passear pela rua,
é fazer parte da vida,
,
conchinhas, deixo,
,
*

Ana Martins disse...

Querida amiga,
há um selinho e um desafio que te aguardam no meu blogue.

Beijinhos,
Ana Martins

Agulheta disse...

Papoila. Caminhar na rua é tudo o que dizes com carinho e gratas recordações,e ainda hoje me deu uma vontade de levantar cedo e ver a rua1 que não tinha latas(carros) fotografar e olhar para as flores,adoro este acordar e a minha rua e passear nela como criança solta.
Beijinho

elvira carvalho disse...

Um texto que é um verdadeiro poema de sensibilidade e amor. À natureza, ao nosso semelhante, a nós próprios.
Um abraço

Isamar disse...

Uma prosa poética feita com a sensibilidade que te caracteriza. Afinal passear pela rua é beber vida.

Beijinhos

Bem-hajas!

rendadebilros disse...

Passear na rua é viver e as tuas palavras de quem vê tudo com olhos de ver são muito sábias, porque é na simplicidade das coisas que se vive realmente.
Bom fim de semana. Beijos.

O Profeta disse...

Porque não vens dar um passeio aqui à ilha...?


Doce beijo

Peter Pan disse...

Oh, Linda Amiga:
Boa Noite.
O que escreveu é de uma doçura e encanto divinais. Escreve de forma maravilhosa e ímpar com uma sensibilidade gigante que fascina.
Lindo...

"...É tomar um café numa esplanada banhada de Sol e agarrar o sorriso de um menino para o colocar numa estrela como sinal… É tirar os sapatos e pôr-se a correr como uma louca na relva do parque… tocar no pêlo de um cão e enternecer-se com o seu olhar… cruzar aquela esquina e recordar o primeiro beijo que nos fez voar… Passear pela rua é mais que a criação de um poema para recordar… é imaginar e sentir como um motivo que faz chorar de emoção… É uma bênção quando se olha as flores que nos ensinam a perdoar… é dizer – obrigada -aos amigos que o são de verdade… é cantar a canção que conta como o Sol se volta a enamorar quando o dia amanhece e a Lua se despede no horizonte…"

Este "Passear na rua" é tanto. Imenso. Pleno. Fantástico numa sensibilidade extraordinária de fascinar.
Brilhante, amiga!
Possui um talento e um génio de expressividade literária de ouro puro fabuloso.
Adorei. Que fantástico quotidiano na memória de si.
Com todo o respeito e admiração.
Beijinhos amigos.

pena

OBRIGADO pela preciosidade da sua presença simpática no meu blog.
OBRIGADO sentido, amiguinha linda!

Quase nos 50 disse...

Amiga Papoila fico sempre sem saber onde devo botar o meu profundo comentário.......mas gostei do txt porque eu sou uma fã do passear pelas ruas, ouvir as pessoas, observá-las e sobretudo deixar-me levar ao sabor do acaso...
Então quando acabo um dia de trabalho "daqueles" tenho necessidade de andar, sem pensar em nada.
Um abraço

mundo azul disse...

_________________________________


...lindo, lindo!!!

É mesmo...Passear pelas ruas, nos trazem recordações...
Esse seu passeio foi muito proveitoso, pois, nos trouxe essas palavras tão poéticas!


Beijos de luz e um dia feliz!

_________________________________

Zé Povinho disse...

Passear por aí, com a mente livre, o pensamento liberto das obrigações que nos prendem ao chão, é bom, é tudo isso! Tão pouco é o tempo que temos para nos libertarmos da rotina, do hábito, das pequenas coisas que nos ocupam a mente.
Bom domingo
Abraço do Zé

Patricia Barros disse...

Olá minha querida!
Andar na rua é bom demais, tenho saudades de andar assim despreocupada,a pensar em mim, nos meus ou até a pensar em nada.Faço isso quando vou a Vila real de trás-os-Montes, aqui em Lisboa não dá!!!!
Beijinhos para ti e bom fim de semana...

Sonia Schmorantz disse...

Passear pela rua, andar por entre as pessoas, ver seu verde, suas luzes, sua gente...dá aquela sensação de estarmos integrados ao mundo, um imenso prazer mesmo!
beijos e um lindo final de semana.

Pena disse...

Doce Amiga:
Nem sei que dizer.
BRILHANTE sentimento literário de sensibilizar e arrebatar.
Lindo. Doce. Fabuloso, amiguinha.
Este "Passear pela rua" é puro, um quotidiano feliz, o seu. Recordações de sonho.
Parabéns sinceros. Adorei.
Bem-Haja, amiguinha, pelo talento, pelo génio, pela pureza e beleza ímpares.
Beijinhos de silêncio venerativo e divinal pelo seu encanto.
Cordialmente...

pena